Do amor uma antologia

Drei

e a máscara por mais que queira
já a não consegue arrancar
afivelou-se-lhe para sempre à cara

Raul Brandão, A farsa

MS13Fotografia: Pedro Ramalho

«Como é que ter nascido num carrossel te mudou enquanto pessoa?» – perguntava Sandrine em Alguém olhará por nós. Ou, se quisermos, como é que se pega num grupo com 10 anos e faz algo que, ao mesmo tempo, honre o passado e tenha uma presença suficientemente forte (e autónoma) no presente?

O projeto inicial era já de si ambicioso: ter não um mas dois encenadores, fazer não um mas três espetáculos, cimentar a relação do grupo com a sua faculdade, dar projeção ao grupo na sua cidade e aproveitar ao máximo o que cada um pudesse trazer para os projetos (contando menos com apoios de escolas de teatro, como em anos anteriores). Projeto esse que foi largamente ultrapassado, relativamente à proposta entregue à produtora executiva Cláudia Consciência há precisamente um ano, e, no 11º ano de um grupo académico, 2 encenadores somam um total de 22 eventos em 9 meses.

Existimos sobre o anterior: os três primeiros meses de gestação

A 1 de outubro de 2012, no anfiteatro exterior da FLUP (vulgo «banheira»), o Máscara Solta participou nas Leituras FLASH dedicadas ao poeta Almada Negreiros, inseridas no II encontro do Grupo de Estudos Lusófonos (a primeira colaboração entre o MS13 e este grupo de investigação jovem, fundado por Carolina Marcello, Andreia Oliveira e o professor Francisco Topa). Apesar de completamente organizado pelo GEL (que foi mantendo alguns elementos em comum com o Máscara), serviu este evento como arranque do ano letivo e lá conhecemos alguns alunos que viriam a pertencer ao nosso elenco final.

O primeiro evento oficial do MS13 foi, no entanto, a 10 de novembro, numa viagem de elétrico do Carmo à Batalha. Aproveitando a pesquisa que estava, então, a ser feita para a retrospetiva de dezembro, o grupo aliou-se pela primeira vez ao Bairro dos Livros da Culture Print para ler a «Ode Triunfal» de Álvaro de Campos, juntamente com outros oito poetas portugueses (montagem do texto pelos encenadores); Pedro Costa ficou encarregue do cartaz (viria, mais tarde, a colaborar novamente com o MS13 para o cartaz de Valsa nº6 e para a folha de sala de trans-).

A fantasia enrouquece: o ano do pensamento mágico

Dezembro foi o primeiro grande mês do MS13. Abrimos com o primeiro espetáculo trans-, retrospetiva dos textos encenados na primeira década do grupo (montagem do texto pelos encenadores), com participação de quase todo o elenco de 2013; foi a primeira aparição do grupo na sua própria faculdade em 11 anos (com apoio de A Vindimeira, que voltaria a estar connosco no TIMON) e também a primeira vez, neste ano letivo, em que um elemento do grupo criou o cartaz para um evento, desta feita o produtor Paulo Brás a partir de uma fotografia do encenador Tiago Moura.

Na mesma semana, tivemos quatro outros eventos: a leitura encenada do monólogo Valsa nº6, de Nelson Rodrigues, por Paulo Brás, com apresentação da atriz Sandra Cardoso (segunda colaboração com o GEL, nas I jornadas de inverno); a leitura encenada LUZ AZUL, aliada à angariação de livros para a construção de uma biblioteca no Hospital Santo António (segunda colaboração com o Bairro dos Livros), com cartaz pelo encenador Tiago Moura a partir de fotografias de Felipe Ramirez (que já havia cedido o seu trabalho para o cartaz das I jornadas de inverno do GEL); uma reposição da leitura encenada trans- (excerto) num jantar de Natal da empresa Gbliss; e a participação individual de dois elementos do grupo (Vasco Reis e Paulo Brás) no Open mic da VIII edição do Bairro dos Livros, com poesia da sua autoria.

Alguma coisa está aqui a ser escrita: o despertar da primavera

Depois de uma pequena pausa para descanso e exames, voltámos no final de fevereiro para a terceira colaboração com o GEL: pelo lançamento do primeiro número da revista Curupira, dois elementos (Vasco Reis e Sandra Cardoso) foram convidados para ler alguns dos poemas publicados, entre os quais um do Tiago. Enquanto o espetáculo seguinte estava a ser preparado, março continuou com leituras de poesia: dois elementos (Vasco Reis e Tatiana Ribeiro) foram convidados para ler excertos de comunicações no I colóquio Escrever nas Margens, com organização de Carolina Marcello e Ricardo Branco. No início de abril, e mesmo às portas do segundo espetáculo, lemos ainda poemas de autores africanos de língua portuguesa, nas I jornadas de primavera do GEL (quarta colaboração).

Nesse mês, porém, houve um evento muito maior que abriu as portas do grupo para um novo género: a performance. Convidados pela Culture Print a participar na X edição do Bairro dos Livros (quarta colaboração) juntamente com outros projetos, como, por exemplo, o coletivo Cedofeita Viva, com quem viríamos a colaborar de novo, participámos numa manif poética em homenagem a Manuel António Pina: Manifesto com «Todas as palavras» (montagem do texto por Paulo Brás) guiou todos os intervenientes dos Clérigos à Trindade.

O testemunho na era da informação: O ar cansado das minhas roupas, seguido de Alguém olhará por nós

Os encenadores Ana Catarina Ramalho e Tiago Moura tiveram também oportunidade de mostrar o seu trabalho enquanto dramaturgos, ao escrever textos para um espetáculo do MS13 (primeiro espetáculo original do grupo em 11 anos): no caso do Tiago foi mesmo a sua estreia, depois de a Catarina se ter estreado em 2011. Originalmente com cartaz pela idiotmag.com (primeira colaboração), o espetáculo foi ainda apresentado no Teatro da Politécnica. De acordo com o nosso conceito de fazer um espetáculo numa galeria de arte, dia 14 de abril, na última apresentação na 604 R/C, Madalena Almeida desenhou ao vivo o elenco – assim nasceu a imagem para Presas, em competição no FATAL. Em 14 anos de festival, esta foi a quarta participação do Máscara Solta.

O peito extravasado, o mel correndo: trabalho de parto

Se dezembro já tinha sido um mês em cheio, maio ultrapassou-o em larga medida. Começou já no final de abril com a participação em Um Fernando, muitos Pessoas, em colaboração com Culture Print e Cedofeita Viva na animação paralela às inaugurações simultâneas do quarteirão Miguel Bombarda. Assim nasceu O sentimento dum acidental, que cruzava poesia, performance e dança, a partir de Alberto Caeiro (montagem do texto por Paulo Brás). Esta performance de três horas levou-nos diretamente para a XI edição do Bairro dos Livros (quinta colaboração), em que o Paulo se estreou como performer a solo com les rois qui meurent tour à tour renaissent au coeur des poètes, tendo ficado cinco horas consecutivas a ler poesia erótica da sua autoria, deitado no chão de um espaço público.

Nesse mesmo mês, para além da ida a Lisboa e, mais importante ainda, da estreia do último espetáculo, participámos ainda: no workshop de teatro Do texto à cena: manifestações da relação amorosa no teatro português do professor Luís Tarujo, com a Catarina, o Paulo e docentes do ensino secundário; no III colóquio Tinha Paixão, para o qual o ator Daniel Ferreira foi convidado individualmente para fazer uma leitura encenada, a partir da obra de Lêdo Ivo (montagem do texto pelo próprio); e na semana cultural da AEFLUP, com Catábase, um cruzamento de «Tímon de Atenas», de William Shakespeare, e «Orfeu da Conceição», de Vinícius de Moraes (montagem do texto pelos encenadores). Esta última leitura serviu como amostra do texto inacabado de Shakespeare que serviu de base ao nosso espetáculo de final de ano TIMON, apresentado no espaço La Marmita por todo o elenco de 2013 (Ana Azevedo, Daniel Ferreira, Soraia Gonçalves, José do Carmo Filho e restantes elementos), com banda sonora da atriz Tatiana Ribeiro e cartaz do Tiago a partir de um desenho da atriz Sandrine Malta.

Do amor uma antologia: Drei

Depois de termos feito do 11º ano do Máscara Solta um novo primeiro ano, o encerramento do ano letivo não poderia ser deixado ao acaso. Preparámos três eventos, distintos e autónomos, mas que funcionam como um tríptico final, para quem tem acompanhado de perto o nosso trabalho.

No dia 28 de junho, os dois encenadores e um dos produtores estarão na Universidade Portucalense (Rua Dr. António Bernardino de Almeida, 541), pela apresentação do novo curso de Cultura e economia criativa. Durante nove meses, trabalharam juntos no MS13; agora que o fim do ano letivo se aproxima, cada um escolheu uma peça de teatro que o representa e, juntos, realizarão a performance Praxis no evento UPT + Criativa, com produção idiotmag.com (segunda colaboração). Performance de Tiago Moura, Paulo Brás e Ana Catarina Ramalho, a partir de «Purificados» (1998), de Sarah Kane, «Subitamente, no verão passado» (1958), de Tennessee Williams, e «D. João e Julieta» (1957), de Natália Correia, simbolizando a sua passagem do contexto académico para a vida profissional.

No dia 2 de julho, despedimo-nos do Grupo de Estudos Lusófonos com a nossa quinta colaboração, nas I jornadas de verão a acontecer no bar La Bohème (Rua Galerias de Paris, 40). Performance de Paulo Brás, a partir de «A noite e o riso» (1969), de Nuno Bragança, A arte de estender os braços integrar-se-á no tema das jornadas, versando sobre literatura pela perspetiva do fumo, do fogo e da cinza: «‘Descobri que a única coisa que me interessa a fundo é escrever, o resto é vivido por causa disso. Ou seja, tudo o que me interessa a fundo é viver, o resto vai ser escrito por causa disso.’ Pensei que estivesse a gozar comigo, mas ela sentou-se na borda da cama a fumar um cigarro e explicou que dias antes comprara as obras completas de Camilo Castelo Branco e empilhara esses livros todos na lareira e lhes tinha largado fogo. A chaminé estava suja, as chamas subiram muito alto (…). Quando os bombeiros quiseram saber o que tinha sido queimado na lareira, ela – paraît’il – respondeu qualquer coisa como ‘Fiz uma fogueira de assassinar o Pai.’»

Para terminar, no dia 6 de julho, um mês depois do final do último espetáculo, estaremos na Alfândega Do Porto (Rua Nova da Alfândega), no festival de cultura urbana Resistance, com produção idiotmag.com (terceira e última colaboração). O primeiro evento oficial do MS13 foi uma viagem de elétrico que serviu de amostra à retrospetiva inicial dos 10 primeiros anos do grupo. Terminado agora o 11º ano, é simbólico que o último evento se assuma como uma retrospetiva dos últimos nove meses de trabalho. Todos os eventos de 1 de outubro de 2012 a 2 de julho de 2013 estarão presentes pelas palavras, gestos, figurinos e adereços de 13 performers: dois encenadores, um produtor e 10 dos 17 elementos do elenco de 2013.

É um final coletivo, representativo daquele que foi um ano muito especial no historial do Máscara Solta: três espetáculos e uma reposição, quatro leituras encenadas e uma reposição, seis performances e sete outros eventos de leitura, num total de 22 eventos (dos quais 19 foram grátis) por 2 encenadores, 2 produtores e 17 atores.

01. Leituras FLASH: Almada Negreiros [Almada na banheira]
autor(es): Almada Negreiros
info: abertura do II encontro do GEL

02. trans- (excerto)
autor(es): Álvaro de Campos, Al Berto, Eduardo Pitta, Joaquim Manuel Magalhães, Jorge Sousa Braga, Mário Cesariny, Natália Correia, Pedro H. de Mello e Ruy Belo
info: VII Bairro dos Livros

03. trans- [Retrospetiva]
autor(es): Federico Garcia Lorca, Eugène Ionesco, Jaime Rocha, Martin Crimp, Carlos Wallenstein, Caryl Churchill, Wilson Bizerra, Margarida Vale Gato, Al Berto, Eduardo Pitta, Jorge Sousa Braga e Natália Correia
info: TK1

04. Valsa nº6
autor(es): Nelson Rodrigues
info: encerramento das I jornadas de inverno do GEL

05. LUZ AZUL
autor(es): Joan Didion, Sarah Kane, David Harrower e Jenny Schwartz
info: VIII Bairro dos Livros

06. [Open Mic]
autor(es): Paulo Brás e Vasco Reis
info: participação individual no VIII Bairro dos Livros

07. trans- (excerto)
[reposição]
info: evento privado da Gbliss

08. [Leitura]
autor(es): Tiago Moura e outros
info: participação individual no lançamento da Curupira I do GEL

09. Manifesto com «Todas as palavras»
autor(es): Manuel António Pina
info: X Bairro dos Livros

10. [Leitura]
autor(es): Al Berto, António Botto, António Variações e outros
info: participação individual no I colóquio Escrever nas Margens

11. [Leitura]
autor(es): Ana Paula Tavares, Alda Lara, Manuela Margarido, Luís Carlos Patraquim, Noémia de Sousa, Olinda Beja, Conceição Lima, Isabel Ferreira e Viriato da Cruz
info: encerramento das I jornadas de primavera do GEL

12. O ar cansado das minhas roupas, seguido de Alguém olhará por nós
autor(es): Ana Catarina Ramalho e Tiago Moura
info: TK2

13. O sentimento dum acidental [Um Fernando, muitos Pessoas]
autor(es): Alberto Caeiro
info: inaugurações simultâneas de Miguel Bombarda

14. Práticas teatrais em cinco atos
autor(es): Gil Vicente, Mariana Alcoforado, Almeida Garrett, Natália Correia e outros
info: Do texto à cena: manifestações da relação amorosa no teatro português

15. Vou por um caminho branco: discurso íntimo de Lêdo Ivo
autor(es): Lêdo Ivo
info: participação individual no III colóquio Tinha Paixão

16. les rois qui meurent tour à tour renaissent au coeur des poètes
autor(es): Paulo Brás
info: XII Bairro dos Livros

17. Presas
[reposição de O ar cansado das minhas roupas, seguido de Alguém olhará por nós]
info: XIV FATAL

18. Catábase
autor(es): William Shakespeare e Vinícius de Moraes
info: encerramento da semana cultural da AEFLUP

19. TIMON
autor(es): William Shakespeare
info: TK3

20. Praxis
autor(es): Natália Correia, Tennessee Williams, Sarah Kane
info: UPT + Criativa de idiotmag.com

21. A arte de estender os braços
autor(es): Nuno Bragança
info: encerramento das I jornadas de verão do GEL

22. YOU’RE HERE [Retrospetiva]
autor(es): Al Berto, Alberto Caeiro, Álvaro de Campos, Almada Negreiros, Ana Catarina Ramalho, António Botto, Eduardo Pitta, Jorge Sousa Braga, Lêdo Ivo, Manuel António Pina, Margarida Vale de Gato, Martin Crimp, Natália Correia, Nelson Rodrigues, Ondjaki, Paulo Brás, Sarah Kane, Tiago Moura, Vasco Reis, Vinícius de Moraes e William Shakespeare
info: Festival Resistance de idiomag.com

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s